Feeds:
Posts
Comentários

Neste, 01 de Dezembro, às 10 horas, no Teatro Violeta Arraes, Nova Olinda, CE, a Fundação Casa Grande-Memorial do Homem Kariri celebrou com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional-IPHAN, o termo de cooperação técnica que a tornou a ‘Casa do Patrimônio da Chapada do Araripe’.

A Casa do Patrimônio tem como objetivo constituir-se como um espaço de interlocução e diálogo com a comunidade local, de articulação institucional e de promoção das ações educativas, visando fomentar e favorecer a construção do conhecimento e a participação social para o aperfeiçoamento da gestão, proteção, salvaguarda, valorização e usufruto do patrimônio cultural.

A Casa do Patrimônio da Chapada do Araripe será estruturada de forma a atender as seguintes diretrizes gerais:

– Garantir um espaço para a troca de experiências e construção do conhecimento.
– Valorizar as ações educativas e articulação das áreas de patrimônio cultural, meio ambiente e turismo.
– Manter e disponibilizar informações e acervos sobre o patrimônio para o acesso da população.
– Estimular a participação da população na gestão da proteção, salvaguarda, valorização e usufruto do patrimônio cultural.
– Promover oficinas, cursos e outros eventos voltados a socialização de conhecimentos e a capacitação de profissionais para atuar na área.
– Fomentar e fortalecer a atuação em rede sociais de cooperação institucional e com a comunidade.

O Seminário tem como objetivo fazer uma primeira rodada de avaliação do processo de implantação das Casas do Patrimônio neste primeiro ano de efetiva implementação do projeto pelo Iphan e instituições parceiras.
A intenção é dividir as experiências, discutir as possibilidades, limitações e soluções encontradas em cada caso, em cada “Casa”.
Com a avaliação conjunta das ações, esperamos também que se inicie uma verdadeira rede de ações educativas sediadas nas Casas do Patrimônio e com amplo diálogo interno e externo, criando condições para que o projeto, mesmo calcado nas condições específicas de cada lugar e de cada público, mantenha e fortaleça seu caráter abrangente, de política nacional do Iphan.
Ao escolhermos como sede para o Seminário a Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri, também aproveitamos a ocasião para a assinatura do termo de cooperação técnica entre a Fundação e o Iphan para transformar em Casa do Patrimônio a fundação que, desde muitos anos já atua dentro dos preceitos educativos dialógicos e focados na autonomia e formação dos jovens a partir da memória e do patrimônio cultural.

Confira as fotos das palestras

Programação